13 de julho de 2012

Vale a pena trabalhar em casa?






Cada vez mais comum, os Home Office despertam curiosidade e perguntas sobre diretos e deveres. 



Sonho e desejo de muitos profissionais, o Home Office, ou seja, trabalhar em casa é cada vez mais comum nas empresas. Mas você sabe quais são os direitos e deveres de quem opta por essa modalidade de trabalho?


Segundo o Centro de Orientação Fiscal (Cenofisco) quem trabalha em casa tem exatamente os mesmos direitos que os profissionais que trabalham na empresa, com exceção, é claro, do vale transporte, uma vez que não serão feitos deslocamentos até o local de trabalho.


Um estudo sobre tele-trabalho no Brasil revelou que 23,2% da população adulta em atividade, o que corresponde a um em cada quatro brasileiros, adota este tipo de trabalho ao longo do mês de alguma forma.


Um terço deles (8,1%) exerce o trabalho virtual quase diariamente. Trabalhar em casa é a forma mais popular da modalidade, com 52% de adesão dos entrevistados, com destaque para pessoas com alto poder aquisitivo, da Classe A. A pesquisa foi realizada pelo instituto de opinião pública Market Analysis.


Quem puxa essa modalidade de trabalho são as pequenas e médias empresas. Ter um funcionário trabalhando a partir de casa é sempre uma boa opção para essas empresas, pois economizam em tempo e espaço, além de despesas como vale-transporte e aluguel de sedes e prédios.


É uma modalidade de trabalho que vale a pena não só para a empresa, mas também para o funcionário, principalmente em cidades grandes, como São Paulo, onde o deslocamento diário é sempre difícil. Uma dica é ter um local de trabalho dentro de casa e se desligar de suas atividades caseiras durante o horário de trabalho
.

Crédito:
Thiago Foresti - Empregos.com.br



(*) - Artigo publicado com autorização expressa de Lilian Oliveira, Marketing & Conteúdo de comunicação do site Empregos.com.br

 


Um comentário:

  1. Prof Franco,

    Já passei por esta experiência. Há pontos positivos e negativos.
    Sob o ponto de vista positivo, é a possibilidade de estar em seu ambiente mais conhecido e "seguro". Tudo a mão e claro, evita o transtorno do trânsito diário...
    Porém o lado negativo... nossa. Só há tempo para começar as atividades. O término do expediente geralmente se estenda a altas horas (sem apologia ao programa do Serginho Grossman). Houveram dias de ultrapassar a marca da 2 da matina. Trabalhei com americanos e indianos onde havia fuso horário, piorando com a chegada do horário de verão (Estados Unidos também tem horário de verão).

    abraço a todos

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.