31 de outubro de 2011

O DISCURSO QUE EU GOSTARIA DE TER FEITO.

crédito imagem - wiki2buy.com.br


Ao longo da minha carreira profissional, como gestor educacional e professor, tive inúmeras oportunidades de participar de cerimônias de formatura - colação de grau.

Sempre valorizei esse momento especial na vida dos alunos, pais, parentes e amigos.

É uma acontecimento marcado de muita alegria e emoção inigualável.

Nas muitas vezes em que tive o privilégio de deixar a minha mensagem, a preocupação e responsabilidade de preparar um discurso sempre foi muito grande, demandando horas de reflexão sobre o conteúdo que deveria ser abordado.

Hoje, ao ler um e-mail na minha caixa de mensagens, senti uma profunda inveja de um professor do Curso de Engenharia da PUC/Rio.

Ele fez, com muita propriedade, um belo discurso ao paraninfar uma turma daquela universidade.

Vamos ao discurso. Ele fala por si mesmo.

Click no link abaixo:


Crédito:
Mariza Brandimarti , por e-mail

TESTE SUA MEMÓRIA


CRÉDITO IMAGEM: essaseoutras.com.br

Como está sua memória?


 

O teste é composto por 3 partes:



1.ª Parte: vão ser mostradas 12 fotos;



2.ª Parte: vão ser mostradas mais 12 fotos;



3.º Parte: vão ser mostradas 48 fotos com a pergunta em cada foto:-



"se voce viu essa foto na 1ª parte na 2ª parte ou se nunca a viu".



Quando terminar, verá os resultados.





Vale a pena:-





http://www.bbc.co.uk/science/humanbody/sleep/tmt/instructions_1.shtml>http://www.bbc.co.uk/science/humanbody/sleep/tmt/instructions_1.shtml>


crédito  imagem - cambetabangkokmacau.blogspot.com


HOJE É O DIA DAS BRUXAS - HALLOWEEN

31 DE OUTUBRO DE 2011

"y no creo em brujas, pero que las hay, las hay"


EU NÃO CREIO EM BRUXAS, MAS QUE ELAS EXISTEM, EXISTEM.

E VOCÊ, ACREDITA?

DE QUALQUER FORMA, VALE A PENA COMEMORAR.

A VIDA TEM QUE SER UMA FESTA.







PLANETA TERRA = 7 BILHÕES DE PESSOAS






Danica May Camacho veio ao mundo com 2,5 quilos, dois minutos antes da meia-noite




NASCEU NAS FILIPINAS O BEBE ( FOTO) HABITANTE DE NÚMERO 7 BILHÃO DO PLANETA TERRA.

O FATO HISTÓRICO DEVE SERVIR DE ALERTA PARA QUE O SER HUMANO REPENSE O SEU FUTURO.

O PLANETA TERRA ESTÁ SENDO ESGOTADO, E HOJE JÁ UTILIZAMOS MAIS DO QUE ELE NOS PODE OFERECER.

NÃO QUERO SER RESPONSABILIZADO PELAS GERAÇÕES FUTURAS PELA DEGRADAÇÃO DO MEIO AMBIENTE EM QUE VIVEMOS.

SAUDEMOS A MARCA HISTÓRICA REFLETINDO SOBRE A URGENTE NECESSIDADE DE PRESERVAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS AINDA DISPONÍVEIS.

30 de outubro de 2011

A MÍDIA NA NOVA ERA




IMAGEM - inovabrasil.blogspot.com



Há pessoas que não se importam em ver sua manifestação de pensamento ou a de terceiros proibida em meios de comunicação social. Compõem o máximo da indiferença. Outras afastam toda proibição vinda do silêncio imposto pela força.

O comentário não se destina a qualquer dos dois extremos, mas aos limites a obedecer por quem queira dar sua própria opinião, em seu grupo, fora dele e para pessoas que nem mesmo são suas conhecidas, seja qual for o meio utilizado, podendo responder por abuso, quando exceda os limites impostos pela Carta Magna.

O ideal a ser buscado é claro. Não se aceita, observados os parâmetros de lei votada democraticamente, vedação que restrinja a liberdade da comunicação. Cabe-nos, portanto, enfrentar o modo do estruturar, na vida em comunidades, a questão da liberdade dos meios de comunicação, suas espécies e a relevância. A liberdade se filia ao direito de emitentes e destinatários de serem informados e, simultaneamente, protegidos da divulgação violadora. A garantia primeira está no impedimento absoluto de qualquer censura (Constituição, art. 220, e, em particular, seu § 3º). Na dificuldade entre as alternativas possíveis, predomine a liberdade da comunicação social, por ser do interesse de todos.


A dificuldade na busca do equilíbrio é grande. Vivemos período de transição, no rumo de padrões radicalmente mudados, cuja avaliação ainda é confusa. O aparente tumulto no qual vivemos mostra tendências e gostos contraditórios, da burca e do véu ao uniquini e ao nudismo, marcados até por formas do conservadorismo rigoroso de associações religiosas do ocidente e de líderes político-religiosos do oriente. Há conflitos evidentes, mesmo abatidos os percentuais de insinceridade e hipocrisia nos dois lados. A liberdade de informações ajudará o equilíbrio.


Nesta época da corrupção transformada em lugar comum, com políticos, ministros, religiosos, entre outros, atingidos e por atingir pelas acusações, há de se enfrentar o problema com vigor, sem descanso, mas sem complexos. O fenômeno é internacional. Há exemplos atualíssimos da Inglaterra e dos Estados Unidos, para ficar apenas em dois deles, sem falar nos países latinos, nos quais a mídia internacional busca seus exemplos de corrupção oficial.

Hoje se mesclam o sentido da liberdade da manifestação e as dúvidas no separar o joio do trigo, no avaliar desvios dos poderosos nos governos e na iniciativa privada.


Na ebulição transformadora avança a marcha de um novo Renascimento, nesta era perigosa e agitada, mas ao mesmo tempo de imensa criatividade. Se o século 20 assinalou o fim da história, estamos criando o tempo novo do futuro.


O século 21 será o forno do qual sairá o novo direito, assim como se marcou o fim da Idade Média há seiscentos anos. Novíssimo, mesmo sem desconsiderar a sabença que nos veio dos últimos três mil anos, em particular no universo greco-romano. O futuro, como sempre, acertará o equilíbrio.


Nenhuma razão substituirá a vontade daquele que enunciar suas ideias, desde que não restrinja a liberdade dos outros. No Brasil e pelo mundo a liberdade continua "fritando" políticos e não políticos no óleo quente da informação livre. O fogo deve continuar. Livremente, mas sem ferir os inocentes.
 

Autor(a): WALTER CENEVIVA

Fonte:

Folha de São Paulo, 22 de outubro de 2011

Publicado no Portal Academus

Nota deste bloguista:

A mídia tem prestado um relevante serviço à nação brasileira, denunciando a corrupção que assola o nosso país.

Apesar de a nossa Constituição vedar a censura, há nos meios políticos uma tentativa de buscar insrumentos que possa de alguma forma calar a imprensa.

Nós brasileiros não podemos deixar que isso aconteça jamais.


"Se tivesse que decidir se devemos ter governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último”

Thomas Jefferson, (1743 - 1826), estadista e ex-presidente dos EUA"


"Sin la plena vigencia de la libertad de expresión, la democracia es una ficción."

Carlos Pérez Giménez, jornalista argentino

Tapa na bunda educa?



crédito dessa imagem - unsentmsgs.blogspot.com


Cresci numa época em que tudo o que é hoje proibido em termos de educação de uma criança era permitido. O castigo físico, evidentemente moderado, não era apenas técnica adotada pelos pais, mas como também pelos professores. Nunca ouvi dizer que tais castigos, por mais duros que fossem, tenham deixado qualquer sequela, seja física ou psicológica, em qualquer criança, hoje classificadas como vítimas.


A metodologia de educar crianças com o uso de castigos corporais está no rol de assuntos em discussão em nosso país, especialmente pelo fato de tramitar em nosso Congresso Nacional um projeto de lei (n. 7672/2010) que se denomina “Lei das Palmadas”. Tal projeto tem por objetivo acrescentar um artigo no Estatuto das Crianças e do Adolescente, garantindo o direito a uma educação e cuidados sem o uso de castigos corporais ou tratamento cruel e degradante.


Se você leitor tem interesse no assunto, recomendamos a leitura de um livro recém lançado pela Editora Matrix, 174 pgs, escrito pela terapeuta infantil Denise Dias, cujo título é bastante sugestivo: “Tapa na Bunda - Como Impor Limites e Estabelecer um Relacionamento Sadio com as Crianças em Tempos Politicamente Corretos"


Trata-se de um assunto controvertido dividindo a opinião de educadores, médicos pediatras e psicólogos. Como regra, aqueles pertencentes à nova geração são, na sua maioria, contra o uso de castigos corporais na educação de uma criança. Os mais velhos nem tanto.


O debate continuará acalorado e certamente não se chegará a um consenso. Prova isso, a notícia recentemente veiculada na Folha, na qual o autora do livro “Tapa na bunda (...)”, afirma que foi obrigada a registrar um boletim de ocorrência após receber ameaças em redes sociais. "Sob anonimato, passaram a me ameaçar de surra e de me pegar na rua", diz ela, que mora em Ribeirão Preto.


Em rápida pesquisa que realizamos encontramos uma voz que exprime de maneira científica o que pensamos sobre o assunto. 


Patrice Huerre, médico-chefe do serviço de psiquiatria da criança e do adolescente no hospital de Antony Hauts-de-Seine, região parisiense). “Uma punição ocorre para sinalizar o fato de que os limites foram ultrapassados; em relação a isso, um bom número de profissionais da medicina, entre os quais eu me incluo, está empenhado em lembrar aos pais de que em caso de transgressão da autoridade eles têm o direito e o dever de castigar os seus filhos”, diz.


Contudo, aquilo que pode parecer uma evidência está provocando asco numa geração inteira de pais que estão escaldados pelo autoritarismo dos seus próprios genitores, ou que estão tentados a acreditar que uma criança amada é naturalmente boa. O fato de puni-la evidencia então os erros da sua própria educação e gera neles um sentimento de fracasso e de culpa.


“Muitos foram aqueles que acreditaram que ao empenharem muito amor e ao oferecerem explicações, passaria a ser possível controlar certos instintos das crianças”, explica Didier Pleux, um psicólogo clínico. “Mas, desta forma, em vez de desenvolver neles o sentimento do outro, eles desenvolveram o seu egocentrismo”.


Encerramos com a célebre frase de Cesare De La Roca:

“Quando a criança e o adolescente se tornam uma ameaça, é sinal de que esta sociedade atravessa uma profunda decadência”. 

E você caro leitor o que pensa sobre o assunto? Comente.


Fonte:

http://maternidadeafins.wordpress.com/category/educar-sem-palmadas/



CASA ARRUMADA





Carlos Drummond de Andrade



Casa arrumada é assim:



Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa
entrada de luz.



 Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um
cenário de novela.

 Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os
móveis, afofando as almofadas...

 Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida...

 Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras
e os enfeites brincam de trocar de lugar.

 Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições
fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.

 Sofá sem mancha?

 Tapete sem fio puxado?

 Mesa sem marca de copo?

 Tá na cara que é casa sem festa.

 E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.

 Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.

 Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante,
passaporte e vela de aniversário, tudo junto...

 Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.

 A que está sempre pronta pros amigos, filhos...
Netos, pros vizinhos...

 E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca
ou namora a qualquer hora do dia.

 Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias...

 Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...

 E reconhecer nela o seu lugar



Crédito:

Recebi por e-mail

Aristeu Franco Jr., Mogi das Cruzes-SP


UMA CRÍTICA AO NOSSO ENSINO SUPERIOR.


Não é preciso falar nada.

O vídeo explica.

ASSISTAM


http://charges.uol.com.br/2011/10/30/espinha-e-fimose-ganhando-juizo-4/

APRENDA A TER UM INFARTO! É muito simples !





site da imagem - tinotec.com.br



PARA TODOS OS QUE SONHAM EM TER UM BELO INFARTO ALGUM DIA.



DOZE CONSELHOS



PARA TER UM INFARTO FELIZ !!!



Dr. Ernesto Artur - Cardiologista

Quando publiquei estes conselhos 'amigos-da-onça' em meu site, recebi uma enxurrada de e-mails, até mesmo do exterior, dizendo que isto lhes serviu de alerta, pois muitos estavam adotando esse tipo de vida inconscientemente.

1. Cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades pessoais e familiares são secundárias.

2 Trabalhe aos sábados o dia inteiro e, se puder também aos domingos.

3. Se não puder permanecer no escritório à noite, leve trabalho para casa e trabalhe até tarde.

4. Ao invés de dizer não, diga sempre sim a tudo que lhe solicitarem.

5. Procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e aceite todos os convites para conferências, seminários, encontros, reuniões, simpósios etc.

6. Não se dê ao luxo de um café da manhã ou uma refeição tranqüila. Pelo contrário, não perca tempo e aproveite o horário das refeições para fechar negócios ou fazer reuniões importantes..

7. Não perca tempo fazendo ginástica, nadando, pescando, jogando bola ou tênis. Afinal, tempo é dinheiro.

8. Nunca tire férias, você não precisa disso. Lembre-se que você é de ferro. (e ferro , enferruja!!. .rs)

9. Centralize todo o trabalho em você, controle e examine tudo para ver se nada está errado.. Delegar é pura bobagem; é tudo com você mesmo.

10. Se sentir que está perdendo o ritmo, o fôlego e pintar aquela dor de estômago, tome logo estimulantes, energéticos e anti-ácidos. Eles vão te deixar tinindo.

11. Se tiver dificuldades em dormir não perca tempo: tome calmantes e sedativos de todos os tipos. Agem rápido e são baratos.

12. E por último, o mais importante: não se permita ter momentos de meditação, audição de uma boa música e reflexão sobre sua vida. Isto é para tolos sensíveis.

Repita para si: Eu não perco tempo com bobagens.
Duvido que voce não tenha um belo infarto se seguir os conselhos acima!!!


IMPORTANTE:


OS ATAQUES DE CORAÇÃO

Uma nota importante sobre os ataques cardíacos.. 

 Há outros sintomas de ataques cardíacos, além da dor no braço direito. Há também, como sintomas vulgares, uma dor intensa no queixo, assim como náuseas e suores abundantes.

Pode-se não sentir nunca uma primeira dor no peito, durante um ataque cardíaco. 60% das pessoas que tiveram um ataque cardíaco enquanto dormiam, não se levantaram... Mas a dor no peito, pode acordá-lo dum sono profundo.

Se assim for, dissolva imediatamente duas Aspirinas na boca e engula-as com um bocadinho de água. Ligue para Emergência (192, 193 ou 190) e diga ''ataque cardíaco'' e que tomou 2 Aspirinas. Sente-se numa cadeira ou sofá e force uma tosse, sim forçar a tosse pois ela fará o coração pegar no tranco; tussa de dois em dois segundos, até chegar o socorro.. NÃO SE DEITE !!!!

Um cardiologista disse que, se cada pessoa que receber estas insgtruções, o enviar a 10 pessoas, pode ter a certeza de que se salvará pelo menos uma vida !


FAÇA ISSO, NÃO DOI NADA!!!!!!!!


Crédito:

recebido por e-mail de Djalma, Mogi das Cruzes, SP. 

29 de outubro de 2011

Contrato de Prestação de Serviços Educacionais









Muitos pais e alunos já estão sendo convocados pelas escolas para efetivar a matrícula para o próximo ano letivo. É hora, portanto, de assinar o contrato de prestação de serviços educacionais. Por ser um contrato de adesão - as cláusulas já estão pré-estabelecidas -, o contratante assina sem ler, e a dor de cabeça virá posteriormente.

Para tanto, segundo orientação dos especialistas e do PROCON, é importante que todos saibam de algumas cláusulas que trazem obrigações que não devem ser assumidas pelo contratante.

Dentre as principais, podemos citar as seguintes:
1)- que autoriza a cobrança de honorários de advogados;
2)- que autorize a cobrança de provas de recuperação;
3)- que permita a não devolução da taxa de matrícula, requerida antes do início das aulas;
4)- que permita o reajuste das mensalidades ao longo do ano letivo;
5)-  que cobre de taxa de material no contrato de adesão (*) e (**)
(*) Segundo o Ministério Público tal procedimento caracteriza venda casada, que além de abusiva pode configurar crime.
(**) O PROCON ainda orienta que as instituições de ensino são proibidas de relacionar nas listas de material escolar produtos que não serão utilizados no processo de aprendizagem individual do aluno, por força da Lei Estadual nº 5.871/2009. A lei cita, a título de exemplo, alguns produtos que não podem constar das listas: álcool, algodão, apagadores, cartolina, copos, disquetes, CDs, DVds, estêncil, pincéis para quadro de acrílico, fita adesiva, fitas para impressora ou cartuchos, giz, grampeadores, grampos, medicamentos, papel higiênico, absorventes higiênicos, resmas de papel, pasta suspensa, guardanapos, corretor e similares. Na portaria, o PROCON comunica que também será considerada abusiva a exigência de resmas de papel, diante da impossibilidade de individualização.
6)- que venha exigir garantias mercantis, fiador, por exemplo;
7) – que exclui o valor da matrícula do valor total do contrato, seja ele semestral ou anual. A anuidade ou a semestralidade deverá ser cobrada em 12 ou 6 parcelas, sendo vedado cobrar taxa de matrícula. A primeira parcela da anuidade ou semestralidade deverá ser cobrada no ato da matrícula;
8)– que permite a cobrança de Histórico Escolar ao final do curso e de Certificado de Conclusão de Curso ou Diploma;
9) – que permite a cobrança de valores para reconhecimento de atividades de cunho educacional prestadas dentro do próprio âmbito contratado;
10)– Que institui a cobrança de qualquer valor pecuniário excedente ao dos itens da lista, quando o estabelecimento de ensino estabelecer a opção de aquisição direta do material escolar.
11)- Somente será admitida a exigência de compra de material didático e escolar no próprio estabelecimento de ensino, quando se referir a fardamento, nos casos em que a escola tenha marca registrada, agenda escolar que traga no seu conteúdo informações relevantes sobre as atividades desenvolvidas na escola no ano letivo em curso e apostilas adotadas pelo estabelecimento de ensino com o fim de atender o seu projeto pedagógico.
O responsável legal pelo aluno ou o próprio aluno (caso ele seja maior de idade), somente deverão assinar o contrato após uma leitura atenta de todas as suas cláusulas. Caso não tenha condições de analisar, deverá se socorrer da ajuda de um profissional habilitado para fazê-lo.
Dúvidas poderão ser sanadas no PROCON, no próprio site do Ministério da Educação – MEC, e nos diversos sites disponíveis, bastando realizar uma pesquisa no Google.

Um passado que não volta mais...







O presente post é especialmente dedicado aos leitores que tiveram o privilégio de viver num tempo que não volta mais.

Basta um clique e você poderá recordar:


 Nota:
Seresta foi um nome surgido no século XX, no Rio de Janeiro, para rebatizar a mais antiga tradição de cantoria popular das cidades: a serenata. Ato de cantar canções de caráter sentimental a noite, pelas ruas, com parada obrigatória diante das casas das namoradas, a serenata já apareceria descrita em 1505 em Portugal por Gil Vicente na farsa Quem tem farelos?. No Brasil, o costume das serenatas seria referido pelo viajante francês Le Gentil de la Barbinais, de passagem por Salvador em 1717, ao contar em seu livro Nouveau voyage autour du monde que “à noite só se ouviam os tristes acordes das violas”, tocadas por portugueses (espadas escondidas sob os camisolões) a passear “debaixo dos balcões de suas amadas” cantando, de instrumento em punho, com “voz ridiculamente terna”.

Fonte:

Tudo depende exclusivamente de você!




Veja a mensagem que um dia nos legou o grande Charles Chapling.

"Escultor de mim"



https://mail.google.com/mail/?ui=2&ik=197a39f388&view=att&th=133425ab0adef446&attid=0.1&disp=safe&zw

Crédito:

Recebi por e-mail de Reinaldo Moretto São Paulo, Capital

O Brasil é tão pequeno

site da imagem: anakelci.blogspot.com

Linda mensagem de Rolando Boldrin

Acesse o link:

https://mail.google.com/mail/?ui=2&ik=197a39f388&view=att&th=1334a743c3ea46f2&attid=0.2&disp=safe&realattid=23369c0952c65606_0.1&zw

SAIBA TUDO SOBRE VOCÊ




CLIQUE NO LINK ABAIXO E DESCUBRA QUEM É VOCÊ É QUEM VOCÊ JÁ FOI.



MUITO INTERESSANTE.




CRÉDITO: REINALDO MORETTO, SÃO PAULO, SP, - POR E-MAIL.

Prêmio Top Educacional Professor Mário Palmério

PRÊMIO TOP EDUCACIONAL -18ª Edição, 2011


Regulamento
CAPÍTULO I
DO PRÊMIO TOP EDUCACIONAL
Art. 1º O Prêmio Top Educacional, instituído pela Resolução nº 1/92 do Conselho da Presidência da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), passou a ser denominado, a partir de 1997, Prêmio Top Educacional Professor Mário Palmério.
Art. 2º O Prêmio Top Educacional Professor Mário Palmério será concedido anualmente às instituições de ensino superior, associadas ou não à ABMES, que apresentarem propostas inovadoras, com resultados comprovados, em uma ou mais das seguintes áreas: a) ensino, pesquisa e extensão; b) inovações curriculares na graduação, pós-graduação e cursos sequenciais;
c) avaliação institucional; d) modelos de gestão e e) iniciativas promotoras de inclusão social e de proteção do meio ambiente.
Art. 3º O Prêmio Top Educacional Professor Mário Palmério premiará apenas uma instituição concorrente.
Parágrafo único. A premiação não será acumulada para o ano seguinte.
Art. 4º Serão conferidos à instituição vencedora uma placa e um diploma alusivos ao Prêmio Top Educacional Professor Mário Palmério.
§ 1º Serão conferidos diplomas de participação a todas as instituições e aos coordenadores das propostas.
§ 2º A critério da Comissão Julgadora, poderão ser conferidas até duas menções honrosas às instituições.
Art. 5º Será conferido ao coordenador da proposta vencedora um prêmio em dinheiro no valor de R$ 7.000,00 (sete mil reais).
Parágrafo Único. Caso sejam concedidas menções honrosas, os coordenadores de cada proposta receberão um prêmio em dinheiro no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais).
Art. 6º O coordenador da proposta vencedora será convidado pela SunGard Higher Education, líder mundial de serviços e soluções de tecnologia, e parceira da ABMES, para participar do evento “Jornadas de Gestão Universitária”, promovido pela Universidade Católica do Chile, edição 2013, a ser realizado em Santiago, Chile, cuja data será divulgada posteriormente.
§ 1º A SunGard Higher Education custeará as despesas com passagens do coordenador da proposta vencedora, sem direito a acompanhantes, no período correspondente ao mencionado evento, sendo todas as demais despesas de responsabilidade do convidado.
§ 2º O seguro de viagem, obrigatório, é também de responsabilidade do convidado, bem como os custos decorrentes de extravio e/ou perda de bagagem.
CAPÍTULO II
DAS PROPOSTAS E DE SUA INSCRIÇÃO
Art. 7º As propostas deverão ser apresentadas em texto digitado, constituído essencialmente de três partes:
I – apresentação de maneira clara e objetiva do problema enfrentado;
II – explicação minuciosa da alternativa utilizada para a solução do problema;
III – descrição dos resultados efetiva e comprovadamente conseguidos com a utilização da sistemática adotada.
Art. 8º As instituições poderão concorrer com mais de uma proposta.
Art. 9º As inscrições deverão ser efetuadas em formulário próprio que se encontra no site da ABMES (www.abmes.org.br/top).
§ 1º No ato de inscrição deverá ser apresentada, obrigatoriamente, uma síntese bem elaborada da proposta de, no máximo, dez linhas.
§ 2º Os textos das propostas deverão ser enviados à ABMES pelo correio, até o dia 29 de janeiro de 2012.
§ 3º A critério dos concorrentes, poderão ser encaminhados, como anexos, outros tipos de materiais, tais como vídeos, fotos e cartazes.
CAPÍTULO III
DA COMISSÃO JULGADORA
Art. 10 A escolha da proposta vencedora será feita por uma Comissão Julgadora, especialmente composta e designada para tal finalidade.
Art. 11 A Comissão Julgadora será composta de 5 (cinco) personalidades da área educacional, indicadas pelo Conselho da Presidência da ABMES, que também designará o Presidente da Comissão.
Art. 12 A Comissão Julgadora poderá deliberar com a presença da maioria de seus membros, desde que estejam presentes o seu Presidente e 2 (dois) dos membros indicados pelo Conselho da Presidência da ABMES.
Art. 13 As decisões da Comissão Julgadora não serão suscetíveis de recursos ou impugnações.
§ 1.º Somente serão aceitas as propostas que atenderem ao disposto nos artigos 2º, 6º e 8º.
§ 2º A critério da Comissão Julgadora, poderão ser eliminadas as propostas que não atendam às normas do regulamento.
CAPÍTULO IV
DAS CONSIDERAÇÕES FINAIS
Art. 14 As instituições concorrentes deverão concordar com a forma adotada pela ABMES para a divulgação dos resultados.
Art. 15 Os coordenadores da proposta vencedora e das menções honrosas deverão encaminhar à ABMES, num prazo de 40 (quarenta) dias, a contar da comunicação oficial dos resultados, artigos sobre os trabalhos agraciados para serem publicados na edição especial do ABMES Cadernos.
Parágrafo único. Os coordenadores que não cumprirem o prazo estipulado no caput deste artigo terão seus trabalhos excluídos da publicação.
Art. 16 As propostas, os documentos e os demais anexos encaminhados ao Prêmio poderão ser devolvidos aos interessados, mediante solicitação, até 60 (sessenta) dias após a divulgação dos resultados.
Art. 17 Os casos omissos serão decididos pela Comissão Julgadora, depois de ouvido o Presidente da ABMES.
Brasília, 24 de outubro de 2011.
Gabriel Mario Rodrigues
Presidente

Fonte:

28 de outubro de 2011

Quem manda na Educação?

 
Claudio de Moura Castro

Maria Helena Guimarães de Castro





Imperdível.

Leiam o artigo dos autores Claudio de Moura Castro e Maria Helena Guimarães Castro, cujo link segue abaixo.

Os autores realizam uma análise sobre os atores da Educação."Quem faz acontecer? Quem trava? Quem pauta o certo e o errado, o aceitável e o inaceitável naquele momento? O ministro, os secretários estaduais, os prefeitos ou seus secretários? Os bons diretores de escolas que funcionam bem, independentemente das decisões superiores?", questionam
.

Só falta isso para o nosso Brasil – Virar produtor de cocaina!










A notícia publicada no blog do Josias de Souza, Folha. Com, é estarrecedora. O Brasil deixará a condição de rota internacional de cocaína, para virar um produtor e exportador da droga.



Se não bastasse o povo brasileiro viver com a violência em algumas cidades, Rio de Janeiro, por exemplo, em decorrência do tráfico de drogas, passará a ter a presença de cartéis estrangeiros cuja atuação é marcada por uma violência muito maior.



E o povo brasileiro continua apático, deixando que o nosso país se afunde cada vez mais no mar de lama da corrupção e das drogas.

Leia, na íntegra, a notícia (link abaixo).


FIFA EXIGE NEGOCIAÇÃO APENAS COM DILMA!!!



Após indicação, Aldo dá entrevista na Câmara dos Deputados


Aldo Rebelo é o novo Ministro do Esportes.

Segundo a Folha, O "Diário Oficial" da União publicou na quinta-feira a exoneração de Orlando Silva do cargo de ministro do Esporte. Na publicação, o secretário-executivo da pasta, Waldemar Manoel Silva de Souza, foi nomeado ministro interino. A posse de Aldo Rebelo foi marcada para segunda-feira (31).

Nota importante: a FIFA não quer negociar com o novo ministro assuntos pertinentes à Cpoa de 2014.

Exigirá, isso mesmo exigirá, que as tratativas sejam feitas diretamente com a presidente Dilma.

Podemos dizer que somos um país de primeiro mundo?

Leia mais:


COM ESSA CENSURA EU CONCORDO





Sou contra todo tipo de censura, mas sou a favor do projeto de lei que está tramitando na Assembléia Legislativa de Salvador (BA), denominado Lei “antibaixaria”, que proíbe a contratação pelo poder público de artistas que cantem músicas com ofensas, especialmente contra as mulheres.



O projeto já ganhou a adesão do Ministério Público daquele Estado, que entende “Muitas músicas vêm incitando a violência, o deboche e os maus tratos, incentivando inclusive a violência contra meninas e adolescentes”. Para o Ministério Público, “é preciso que o Estado financie apenas projetos que instalem uma cultura de paz, amor e solidariedade, e não a violência”, disse, em nota, a promotora Márcia Teixeira, coordenadora do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher”.



Vejam um trecho da música Bomba no Cabaré (Mastruz com Leite):



“Jogaram uma bomba no cabaré/ Voou pra todo canto pedaço de mulher/ Foi tanto caco de puta voando pra todo lado/ Dava pra apanhar de pá, de enxada e de colher/ Aí juntei tudo e colei bem direitinho/ Fiz uma rapariga mista/ Agora todo homem quer!”



Eu me recuso a escutar, mas nossas crianças e adolescentes estão cada vez mais interessados nessa música, que de arte não tem nada.



Precisamos educar as nossas crianças e os nosso jovens. E arte (música) é cultura que não pode ser banilizada dessa forma.

"A música é o tipo de arte mais perfeita: nunca revela o seu último segredo"

Oscar Wilde

COPA 2014 - VAMOS PASSAR VERGOINHA



O governo brasileiro festejou antecipadamente a grande conquista de ter sido escolhido a sede da Copa de 2024, demonstrando, apenas, sua preocupação maior em dotar o país de estádios de futebol que atendessem as exigências da FIFA.

 

E os  nossos aeroportos e a rede hoteleira, estarão aptas a receber o grande afluxo de turistas?


Já se sabe, e por isso desnecessário comentar, que a questão dos aeroportos é gravíssma e que dificilmente estarão prontos até 2014.


O colapso vai ser inevitável!


E a rede hoteleira, está preparada?


Tenho sérias dúvidas e as justifico: ontem, dia 27 de outubro, não havia vagas em hotéis na cidade de São Paulo. Alguns eventos, evidentemente de expressão insignificante perto de uma Copa do Mundo, já foi o suficiente para demonstrar que a rede hoteleira de São Paulo, não terá condições de atender a demanda de uma copa do mundo de futebol.


Haverá tempo para corrigir tudo isso?


Esperamos que sim, pois certamente corremos o risco de demonstrar ao mundo a nossa incapacidade de realizar uma Copa do Mundo.


Podemos perder em campo, pois o nosso futebol não anda nada bem, e na organização.


Vai ficar muito feio!

EXAME DE ORDEM - OBRIGATÓRIO E PRONTO.




O Exame de Ordem é obrigatório e não poderá ser mais objeto de questionamentos.

Já manifestamos neste blog, em várias oportunidade, que somos favoráveis ao exame.

Agora a questão foi decidida pelo Supremo Trinubal Federal (STF), não podendo, pelos mesmos argumentos, ser novamente objeto de qualquer tipo de demanda judicial.

Vejam como votaram os Ministros:

Marco Aurélio - "As condições e qualificações servem para proteger a sociedade. É sob essa ótica que se deve enxergar a proteção constitucional à dignidade humana na discussão do Exame de Ordem. O perigo de dano decorrente da prática da advocacia sem conhecimento serve para justificar a restrição ao direito de exercício da profissão".

Luiz Fux - "O Exame de Ordem é uma condição para o exercício da Advocacia pela qual se verifica se o indivíduo tem qualificação técnica mínima para exercer a profissão. E que não conhece forma melhor para verificar essas qualificações. Não admitir a verificação prévia da qualificação profissional é como admitir o arrombamento da fechadura para só depois lhe colocar o cadeado". Mas o ministro ponderou haver necessidade de mudanças e fiscalização no Exame.

Dias Toffoli e Cezar Peluso - Votaram acompanhando o ministro Marco Aurélio, sem comentários. Os votos foram recebidos como uma lição de racionalidade do julgamento.

Cármen Lúcia - Fez pequenas considerações e também decidiu pela constitucionalidade do Exame de Ordem.

Ricardo Lewandowski - "A higidez e a transparência do Exame de Ordem são fundadas em critérios impessoais e objetivos e garantem aos candidatos o direito ao contraditório. Ou seja, assegura o direito de recurso".

Ayres Britto - Fez um paralelo com a exigência de concurso para juízes. "Quem tem por profissão interpretar e aplicar a ordem jurídica deve estar preparado para isso. O mesmo raciocínio se aplica ao Exame de Ordem", disse.

Gilmar Mendes - Fez comentários com base em Direito Comparado e lembrou que em outros países também se sabe, de antemão, que o diploma é de bacharel em Direito e que para exercer a Advocacia é necessário passar em testes de qualificação. Tal como Luiz Fux, o ministro Mendes defendeu uma fiscalização maior para o Exame de Ordem. "É preciso que haja uma abertura para certo controle social do Exame para que ele cumpra sua função constitucional".

Celso de Mello - "É lícito ao Estado impor exigências com requisitos mínimos de capacidade, estabelecendo o atendimento de certas qualificações profissionais, que sejam condições para o regular exercício de determinado trabalho, ofício ou profissão. As prerrogativas dos advogados traduzem meios essenciais destinados a proteger e amparar os direitos e garantias que o direito constitucional reconhece às pessoas".

Fonte: