14 de janeiro de 2013

Celulares dos presos podem ser bloqueados







            Notícia hoje divulgada informa que um software nacional foi instalado no Centro de Detenção Provisória de Mogi das Cruzes com o objetivo de bloquear ligações de aparelhos celulares. O índice de eficácia foi de 100% segundo relato da notícia publicada pela Folha. O dispositivo não bloqueia aparelhos de fora do presídio.


            O mais engraçado e que os presos que nada sabiam, fizeram inúmeras chamadas aos SACs das operadoras para saber os motivos. 


            Vale a pena reproduzir parte da notícia divulgada no que diz respeito aos números levantados no relatório: “... foram detectados nos primeiros nove dias de testes 1.513 chips dentro da prisão, que abriga 2.042 detentos. O número inclui os aparelhos de 264 agentes e funcionários, bem como das visitas, todos bloqueados”. 


            Outra boa notícia é que o software é nacional e concorre com outro de origem israelense também em teste no Brasil. Enquanto o dispositivo brasileiro tem um custo aproximado de R$600 mil por unidade, o israelense de R$1 milhão.


            De fato uma boa notícia.

Leia a notícia completa em:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1214381-sistema-bloqueia-celulares-e-presos-tentam-reclamar-com-operadoras-em-sp.shtml

           

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.