5 de maio de 2015

Panelaço: uma nova maneira de manifestar








O brasileiro aprendeu utilizar o panelaço como forma de protestar. E não há duvida que a repercussão foi positiva pelo menos para a assessoria da presidente Dilma. Com receio de um novo panelaço, pela primeira vez desde que  assumiu à presidência, ela deixou de falar à nação no último 1º de maio.

       Novo panelaço está marcado para a noite de hoje (4 de maio), dia em que será realizado um pronunciamento do ex-presidente Lula e outros dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT), no programa do partido. 

       A presidente, mesmo desagradando seus companheiros, já disse que não fará qualquer pronunciamento.

            Por certo os fabricantes de utensílios domésticos devem estar satisfeitos, pois a raiva incontida de muitos dos manifestantes é tal, que muitas dessas panelas poderão ficar irreversivelmente imprestáveis para o seu uso convencional.

       Se a moda de fato pegar, e até que a crise política se afaste de vez do cenário nacional, não restam dúvidas de que em breve estará no mercado uma panela apropriada para panelaço.

       Muitos acreditam que foram os argentinos os percussores dos panelaços. Mas segundo o site cujo link segue abaixo, eles surgiram no Chile.

       Se for verdade que em “panela velha é que faz comida boa”, espera-se que o povo brasileiro utilize o mais velha possível para mudar o quadro caótico da nossa política.   

    


http://wescribe.co/t/a-origem-dos-panelacos     
      
      


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.