2 de janeiro de 2013

Juiz proíbe que pai tenha o décimo filho





Vejam como a lei funciona nos Estados Unidos:

Um juiz do Estado de Wisconsin (EUA) emitiu uma ordem que proíbe que Corey Curtis, de 44 anos, tenha mais filhos, e pague - em dólares - o equivalente a R$ 180 mil que ele deve em pensão para seis mulheres com as quais se relacionou. Curtis seria pai de nove crianças.

O  juiz Tim Boyle proibiu que o homem continue procriando compulsivamente até que pague o dinheiro que deve, e comprove ter condições de criar seus filhos. O original do julgado é a advertência de que o descumprimento da ordem resultará em condenação penal por descumprimento de ordem judicial.

“É uma lástima que a corte não tenha autoridade para mandar fazer esterilizações”, escreveu o magistrado Boyle. “O senso comum afirma que não devemos ter filhos que não podemos manter”.

Além de não poder ter mais crianças até que prove que pode mantê-los, Corey passará por um período probatório de três anos. Nesse período, terá que se apresentar semanalmente na corte. As informações são do saite The Smoking Gun.

“Os juízes fazem as regras”, lamentou Curtis. “Se é isso que ele acha a respeito da minha condição, então vou cumprir” - disse.

Fonte:

The Smoking Gun (reprodução)
Corey está proibido de ter outros filhos
Publicado no site: www.espacovital.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.