4 de abril de 2013

E dos carecas que o infarto gosta mais.



A análise desses resultados indicou que o risco de doença coronária é maior quanto mais severa for a calvície, mas apenas se a falta de cabelo afetar o topo da cabeça, e não a região acima da testa



Um estudo mostra que a calvície masculina é associada a um risco aumentado de doença coronariana, especialmente aquela que afeta o topo do couro cabeludo, também chamado de coroa. Os resultados foram publicados na versão online do British Medical Journal. 



Leia mais em:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.