18 de junho de 2015

O PT é um governo responsável ou espera se perpetuar no poder?





 
O recente debate sobre a flexibilização do denominado fator previdenciário me deixou extremamente intrigado. 

Ao mesmo tempo em que o Tribunal de Contas da União (TCU) aponta que o a presidente Dilma cometeu uma série de irregularidades que certamente impedem a aprovação de suas contas (2014), ela ao vetou ontem a regra 85/95 que havia sido inserida por deputados na MP 664 -- que alterou as regras de acesso a benefícios previdenciários. Sob o argumento de que apesar de a flexibilização do fator previdenciário não ter impacto imediato nas contas públicas, o Ministério da Previdência calcula que a alteração poderia gerar durante os próximos 45 anos um gasto extra de 3,2 trilhões de reais, ou o equivalente a mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB).

Diante disso, cabe a seguinte indagação: estaria o PT pensando em permanecer no poder por mais 45 anos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.