16 de abril de 2016

Empresários brasileiros estão em cima do muro









        A instabilidade política decorrente da tramitação do pedido de impeachment da presidente Dilma acordou o povo brasileiro. De um lado aqueles que defendem a sua permanência e do outro aqueles que desejam a sua saída. As manifestações acontecem nas ruas das cidades, até agora, em clima pacífico. Nos bastidores político, trava-se uma verdadeira batalha em busca dos votos necessários para garantir a vitória de cada um dos lados.

        Ao contrário desse quadro já desenhado, os empresários brasileiros, que se dizem prejudicados pela crise desencadeada, não foram capazes de descer do muro e apoiar um dos lados. A alegação é que o desfecho do impeachment é imprevisível.

        Tal postura dos empresários brasileiros é uma demonstração de que eles só jogam para ganhar, contradizendo a máxima de que todo o negócio é passível de riscos.

        Mesmo sem abertamente se declararem de que lado está o empresariado brasileiro acredita que é preciso dar uma solução urgente a esse impasse político, pois mesmo com a vitória de qualquer um dos lados, será preciso administrar ao Brasil, hoje na UTI, uma dose de remédio muito amargo, garantindo o seu sobrevivência no mercado internacional.

        A decisão está próxima. Em breve saberemos se a postura dos empresários brasileiros foi correta. Ao deixar de apostar em um dos lados eles irão ganhar?

        O futuro nos dirá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.