28 de outubro de 2012

SERÁ QUE ISSO VAI ACONTECER?



 
Crédito Imagem -  muraldoantena.com.br



Especialista histórico em se passar por vítima, o mega-consultor José Dirceu de Oliveira e Silva pretende posar de “perseguido político”. Seu objetivo é conseguir que algum país otário ou algum desinformado defensor transnacional dos direitos humanos lhe consiga um asilo político – que pode ou não ser usado. Já se especula que a Venezuela, de Hugo Chávez, aceitaria abrigar os “exiláveis” José Dirceu, José Genoíno, João Paulo Cunha e Delúbio Soares.

Dirceu já avisou que, se for mesmo para a cadeia por causa do Mensalão, vai se declarar um "prisioneiro político de um julgamento de exceção". O certo é que, a partir de segunda-feira, com o resultado do segundo turno eleitoral para ser celebrado ou lamentado, a nazipetralhada inicia uma campanha de desmoralização do Judiciário, sob a desculpa de defender o “injustamente condenado” companheiro José Dirceu de Oliveira e Silva. Atacar a Justiça é uma das etapas mais importantes para a ampliação do esquema de aparelhamento do Estado Capimunista.

Assim, os ministros do Supremo Tribunal Federal que puniram os mensaleiros serão repetidamente classificados de “analfabetos funcionais em doutrina democrática” (definição dada pelo sociólogo Wanderley Guilherme dos Santos e encampada pela companheirada). O movimento de mobilização nacional será apoiado e tocado pelos seguidores gratuitos (ou pagos) do mundo político-midiático sub-chefiado por Dirceu. O chefão, todo mundo sabe, é Lula.

O capitão do time de Lula (Dirceu) e seus fanáticos torcedores já deixam evidente a adoção desta tática oportunista e golpista para tirar proveito da vergonhosa condenação por crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha no Mensalão (esquema que continua em vigor, em suas outras variações de negociatas contra a administração pública). A Justiça brasileira – incluindo o Ministério Público – ainda são lentos e ineficientes demais para punir a corrupção em um País onde praticamente inexiste o controle da sociedade sobre as instituições públicas.

Dirceu e seu timinho de radicalóides vão tirar proveito da providencial desacelerada no julgamento do Mensalão, cuja dosimetria das penas só será retomada dia 7 de novembro. Na semana sem julgamento, a nazipetralhada aproveitará para fazer o “justiçamento” ideológico do STF. O partido ameaça divulgar um manifesto em tom duro, com críticas ao Judiciário, e cobrando agilidade no julgamento dos réus do chamado “Mensalão Tucano” (nova obsessão da petralhada).

Se os ministros do Supremo e demais membros do Poder Judiciário não reagirem contra tamanha guerra assimétrica, estarão formadas as pré-condições para que o esquema hoje hegemônico no Executivo consiga subjugar a Justiça e os demais poderes – tal como Hitlers, Mussolinis e Stalins da vida fizeram com os judiciários.

Patrulha da Justiça

O ex-ministro de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi, amigão e seguidor de Dirceu, vai liderar uma das frentes de patrulhamento do partido sobre o Supremo Tribunal Federal.

Vanucchi avisou que, a partir de agora, o PT vai acompanhar "com lupa" cada voto dos ministros do STF.

O recado-ameaça foi dado em reunião da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.



Recebi por e-mail: Maria Elisa Georgetti- Campinas- SP.

Créditos:

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
 
Leia também o site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
 
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Críticas serão sempre aceitas, desde que observado os padrões da ética e o correto uso da nossa língua portuguesa.